Soneto do nós sem mim! - Parte I de III

06/08/2009



I


Eu olhava para todas as coisas ao meu redor e sentia uma paz incomum

Sentia o cheiro do dia, das cores, e me alegrava em todas as estações

Pois pouco importava se lá fora fazia: frio ou calor, sol ou chuva

Internamente era tudo muito terno.


Em meu coração eu reguei dia após dia o nosso amor

Você estava seguro lá dentro

Entrava ano e saia ano

Durante muito tempo nosso amor foi uma constante.


Até que me vi inundada em meio a mágoas, e afogando o meu amor junto

Todo o céu havia caído sobre minha cabeça

Tudo que eu tinha como ‘certo’, vi me escapar por entre os dedos.


Naquele dia você havia ido embora, sem se preocupar em dizer ‘adeus’.

Naquele dia você havia me transformado em uma tatuagem preta

Naquele dia você sentenciou todo e qualquer hoje!



[ Por Lorena Pereira ]

26 reviews:

Allerson disse...

Mto show, mas vc esqueceu de dizer pq se viu inundada em meio as mágos e afogando o a amor. Gosto de peomas completos que tenham a sua essencia máxima.

www.allersonblogger.blogpsot.com

adenilson disse...

q poetisa.
adorei seu texto e é só a parte um *-*
parabens pelo "sentido" aguçado em escrever.
prende a atenção...

e espero passar aki mais vezes.
primeira vez neh xD~
abraço e sucesso

Diversão de Entretenimentologia Aguda....
www.bocadekabide.blogspot.com

Vini e Carol disse...

Uau, muito bom.
Um adeus sem despedida é a pior coisa.
Faz qualquer um se afundar em mágoas, e ficar em um mundo obscuro, como se fosse uma tatuagem totalmente preta. ;)

Beijos.

Luiza F. Nunes disse...

*.* Se foi eterno enquanto durou, pode-se dizer que valeu a pena.
Mas é sempre dificil quando um sentimento é calado, silenciado.
Porque ele ainda existe,ele ainda é intenso e mora pra passar.
Mas se o coração tava sofrendo, se a alma tava sendo inundada, não vale a pena...

Bjoks, gostei bastante daqui ^^
Parabéns

http://lufnunes.blogspot.com/

Dany disse...

Perfeito ^^

Jaqueliny Euzébio disse...

Seus poemas são sempre tão gostosos de ler. Apesar de eu não ser tão frequente nos comentários, sempre que posso, dou uma passada aqui - e me surpreendo.

KyllMila_Mandhalla. disse...

"...Até que me vi inundada em meio a mágoas, e afogando o meu amor junto
Todo o céu havia caído sobre minha cabeça
Tudo que eu tinha como ‘certo’, vi me escapar por entre os dedos..."


É sempre isso que pensamos quando estamos prestes a terminar um relacionamento. TRISTE ISSO!
Beijos!

:)

Mone disse...

Melancólico assim como tudo que se relaciona a algum tipo de sofrimento amoroso, mas muito bom.

Zoadao.blogspot.com disse...

parabens =D

JuANiTo disse...

Oi L.!

Gostei bastante. Apostava num final bonito assim como td começou e permanceu por algum tempo. So que as vezes aquele Amor não era suficiente p/ continuar.
Abraço!

Prince Morbido disse...

Muito bom achei interessante a ultima estrofe que conforme o poema foi findando minha linguá foi adormecendo
:)

E valeu pelo toque do "Mim Perceba"
aushauhs ´Já esta corrigido foi a pressa de passar pro PC :D
vlw

Cupido. disse...

Parabéns pelos textos.. eu li os três ultimos e adorei; :D

show de bola mesmo!!!

Té mais

SERJAO_O_MARMANJJUS disse...

babei.
eu escrevo também.
meu livro está no meu perfil.
alguem na multidão, no meio da história tem momentos onde eu coloco meus poemas como se fossem do personagem, essa é uma veia muito boa a ser explorada. vc escreve bem,
é uma pena que no brasil existem poucos recursos que incentivam o povo a ter mais cultura,
a cultura no brasil épouco difundida e a publicação de uma jóia como essa sua fica 95%sem chances de acontecer, exatamente como a minha. já tentei inumeras veses. mas foi em vão.
espero que vc tenha mais sorte que eu. bjs até mais.

Gutor disse...

Gostei de mais do seu blog...
Belo soneto este... Vc ganhou mais um fã!

Abraços,

gutor.blogspot.com

Danillo Gómez disse...

olá tem um selo para você no meu blog!

pega lá!

kikinhah disse...

Nem sei o que dizer.
Já que está incompleto, fica difícil de comentar.
BjOs^^

Ivan Marinho de Souza disse...

Parabéns pelo blog, continue assim. Um grande abraço.


http://www.eriolword.com/
http://eriolmala.blog.uol.com.br/

iti disse...

os sentimentos nao devem deixar de ser vivos...
nao se esqueça
http://www.maquinazero.com.br/

Alessandra disse...

Perfeito!


www.vidinhacomprida.blogspot.com

Versos Controversos - Alan Salgueiro disse...

Texto que tem um frescor especial! O template e tudo que permeia a página já tem esse ar de campo aberto e vento intenso, convidando a uma reflexão, mesmo que o texto não seja tão profundo já nos transporta para outros ares!

Ronei Vieira disse...

Gostei muito... me identifiquei até... mas já estou tranqüilo em relação á isso...rs...

http://roneivieira.blogspot.com/

Djanio disse...

Olha muito legal,acho q vc escreve muito e pode ter serteza passarei muitas veses aqui....

Eloisa disse...

Bonito blog.

Gê Mendes disse...

Querida a fama te espera!!!
Amei, vc sabe esquentar até os corações mais gélidos...Parabéns!!

(te seguindo...me segue)

Jean Soares disse...

Lindo texto. Falar sobre sentimentos sempre é complicado, os textos neste tom geralmente ficam muito piegas, mas você soube com uma maestria impressionante relatar o sofrimento amoroso, o "dizer adeus" sublinar.

Lindo texto

abraço

Blogueira disse...

Perfeito!Você é uma excelente escritora!Minha primeira vez aqui e amei!

Twitter

Selos

Selos
Obrigada especial ao Luiz!

Obrigada especial à Camila!

Obrigada especial à Tatinha!

Obrigada especial à Patrícia C.

Obrigada especial à Sammy!

Sammy!

Sammy!

Obrigada Especial à Gii!

Obrigada especial à Fran!